Nome: Half Bad
Autor(a): Sally Green
Páginas: 304
Editora: Intrínseca 
Avaliação: 2/5

Sinopse: Nathan, filho de uma bruxa da Luz com o mais poderoso e cruel bruxo das Sombras. O adolescente vive com a avó e os meios-irmãos e é visto como uma aberração por seus pares. O Conselho dos Bruxos da Luz vê nele uma ameaça, que precisa ser domada ou exterminada. Prestes a completar dezessete anos – época em que todos os bruxos passam por uma cerimônia em que seu dom é finalmente revelado bem, como sua denominação como bruxo da Luz ou das Sombras –, agora Nathan terá que correr contra o tempo para achar o pai, que jamais teve oportunidade de conhecer, e salvar a própria pele.

Como está escrito na sinopse, Nathan é filho de uma bruxa da luz e um bruxo da sombra, que o torna um bruxo meio código. É considerado uma aberração por muita gente. Durante o livro, todos os bruxo que completam uma certa idade recebem três presente e um dom, geralmente dos pais. Nathan não tem mais a mãe e nunca viu o seu pai. O livro é isso.

Quando comecei a ler estava com altas expectativas que foram confirmadas nas primeiras 100 páginas do livro. O mistério de como tudo funcionava no mundo dos bruxos e o porque de tudo me fez querer mais. O livro começa em um certo momento da vida de Nathan em que não entendemos nada que está acontecendo. Depois ele para tudo e vai contar como chegou lá. Nessa "explicação", voltamos para quando ele era criança e vamos descobrindo tudo junto com ele. Até aí tudo ótimo.

Várias coisas aconteceram que eu cheguei a pensar: "esse livro é incrível". Engano meu. De uma página para a outra o livro se perdeu de uma forma tão brusca que eu imaginei até que outra autora tivesse assumido a escrita. Tinha tudo para ser bom. É perceptível que a autora tenta transformar o livro em "adulto" quando começa a mostrar o sofrimento do garoto. Depois desse ponto não acontece mais nada! Foram mais 150 páginas da mesma coisa, um garoto enjaulado...

Depois de um mês tentando ler o restante do livro, confesso que pulei muita coisa. Passei o olho pelas páginas e percebi que aquele sofrimento estranho acontecia em loop. Muita coisa foi revelada durante essa tentativa de deixar o leitor com uma certa angústia, mas logo logo a narrativa voltava ao sofrimento estranho do garoto. 

Talvez seja essa a ideia da trilogia "Meia Vida", você ler só a primeira metade dos livros e está tudo O.K. Muita coisa que foi descrita se tornou totalmente desnecessária. Os personagens são um ótimo exemplo disso. O único que realmente fez diferença foi o protagonista, o resto tanto faz...

A escrita da autora não é ruim, ela não soube como desenvolver para o lado certo. Muitas histórias do passado poderiam ter sido inclusas na trama. Mas não, vamos apenas ficar aqui e encher as páginas de nada. Faltando pouco mais de 50 páginas para acabar o livro, entram mais alguns personagens e acontecem algumas coisas para finalizar o livro. Eu confesso que estava esperando uma coisa do tipo explodir tudo, precisava de um final empolgante para me incentivar a continuar a leitura, não... Ele simplesmente faz o que deveria fazer, deixa um gancho nada interessante no final e  "compre o outro livro".

Fiquei decepcionado com esse livro. Esperava muito mais. O universo que foi criado criado é clichê? Sim, mas não foi nada explorado. Existem até algumas semelhanças com Harry Potter, eles até falam "você sabe quem" :o . Nada foi explorado para falar a verdade. É lamentável que uma história com um potencial incrível tenha se perdido de um jeito tão estranho. Algumas pessoas gostaram, mas a grande maioria reclama das mesmas coisas. 

Half Bad é mais uma tentativa falha de escrever um romance envolvendo bruxos para adultos. Não vou continuar a trilogia por motivos óbvios de que não gostei. Tentei mesmo gente, mas não funcionou. Não vou recomendar esse livro pois não me diverti nada com ele, mas se você está curioso para ler, vá em frente, quem sabe você não goste?   :)

________________________________________________________________

Queria deixar claro mais uma vez que não sou nenhum crítico especializado nem nada, apenas deixo a minha opinião sobre os livros que leio. Afinal, os livros são escritos para nós leitores. Esse é apenas um livro que EU não gostei. A nota 2 é por conta das primeiras páginas do livro que gostei, depois daí... nada.

É difícil escrever uma resenha negativa... Alguém já leu? Deixe um comentário e vamos conversar sobre, preciso ver mais opiniões.

Então gente, mesmo que eu não tenha gostado do livro, espero que tenham gostado da resenha haha'
Até mais!

Siga nossas redes sociais e fique por dentro de tudo! Agradeço desde já!