A Rainha Vermelha




Olá leitores e leitoras tudo bem?

Eu postei uma foto no Instagram do blog ( @blogliterando ) em janeiro, onde falei que por insistência da minha prima (^_^), tinha começado a ler A Rainha Vermelha e que estava gostando muito... Então, vim aqui conversar com vocês sobre esse livro.

Vai ser bem difícil admitir isso aqui, afinal tem uma galera que ama esse livro... Como eu disse, eu estava realmente gostando e muito de todo o ambiente criado pela autora nas primeiras 150 páginas. O fato da protagonista roubar para sobreviver, e ter um amigo que estava prestes a entrar no exército e tal. Logo eu pensei, vai ser muito bom...

Eu li muito rápido, chegou uma parte em que por um motivo X, ela vai parar no castelo da realeza e acontecem umas coisas. Até aí tudo bem. Por volta da página 160, a autora começou a misturar vários outros livros bem conhecidos em uma trama só. Logo começou um monte de princesas participando de aulas, treinamentos e horários, logo eu lembrei de A Seleção.

Depois de mais algumas páginas, a autora começa a explicar como funciona a hierarquia do lugar. Casas definidas por sangue, e vários nomes para elas. Cada uma delas com seus reis e tal. Me veio na cabeça as casa de GOT e as castas de A Seleção.

Legal, ela misturou dois livros bem conhecidos. Mais umas páginas se passaram e eu fiquei cansado da rotina da garota, e do "amor" dela ficar mudando de um príncipe para outro a cada capítulo, parecido com o "tira casaco, bota casaco" do Karatê Kid. Alguns acontecimentos começaram a ficar bem repetitivos, e uma coisa que me incomodou bastante é que a cada página ela falava "Essa não sou eu" ou então " Sim, mas estou vivendo uma mentira" e também " Estão cobrindo a pele de uma vida que não é mais minha". Isso foi me deixando cada vez mais cansado e eu só pensava "Tá bom mocinha, a gente já entendeu..."

Porém a gota d'água foi quando em um determinado momento estoura uma confusão lá e uns rebeldes... enfim, spoiler. Aí ela me escreve isso:

 - Acho que vocês vão servir muito bem.
 - Como o quê?
 - Como o rosto para a nossa gloriosa revolução...

E também...

- A revolução precisa de uma faísca para começar.


Com certeza você já viu isso em algum lugar não é mesmo? Em um livro de capa preta de nome que começa com Jogos e termina com Vorazes... sabem qual é?

Por favor, não me entendam mal, eu não estou falando em plágio nem nada, só estou mostrando para vocês que esse livro é quase que a coletânea de recortes de outros livros. Se você não tem uma bagagem de leitura muito grande, talvez nem perceba tanto, mas se já leu um pouco mais, vai entender o que eu estou falando.

A escrita da autora tem um ritmo bem bacana, li a primeira metade do livro em menos de um dia, mas depois eu comecei a ficar incomodado com algumas coisas e desisti... Eu esperava que o livro tomasse outro rumo, mas não...

Como eu abandonei esse livro faltando 80 páginas para o final (segurei até não poder mais...) Eu precisei da ajuda de algumas pessoa para me contarem o desfecho e o gancho para o próximo livro. Fiquei bem espantado com a reação de algumas delas quando falei que tinha abandonado (^_^). Muita gente me falou: "Não! continua que o final é incrível!" E realmente, o final é bem "animado", mas não me surpreende um final, um pouco previsível até, em que eu tenha que ler 200 páginas de algo que eu não estou gostando para aproveitar 30 páginas, me entendem?

Não escrevi uma resenha do livro pois eu não li ele todo, faltou muito pouco, mas é injusto e errado eu analisar algo que eu não vi/li por completo não é mesmo? Então vou deixar aqui uma síntese do que eu achei no geral.

Bom, O livro começa muito bem. Pessoas com poderes, sociedade toda hierarquizada e um enredo bem bacana. Eu estava levando na boa, mas de acordo as páginas iam avançando, o livro ficava um pouco repetitivo, foi o que me desmotivou bastante a continuar.

Eu sei que tem muita gente que ama esse livro, e eu não tiro a razão delas, afinal, a escrita da autora tem um ritmo bem bacana e o final fez muita gente delirar. Antes de tirar as suas próprias conclusões, por favor, leia o livro! Você tem 50% de chance de gostar. Cada um tem a sua opinião e seus gostos. Pode ser que você goste ou não. Se eu abandonei, não significa que o livro seja ruim, beleza?

Antes de terminar, eu gostaria de saber a opinião de vocês que já leram, pois eu andei vendo/lendo as resenhas pela a internet e vi que as opiniões estão bem divididas. Para quem não conhece, o Victor do Canal Geek Freak postou um vídeo falando sobre os livros que ele abandonou, um deles é o ARainha Vermelha. A opinião dele é bem parecida com a minha, dê uma olhada lá :).

Deixem nos comentários se gostaram ou não, eu realmente estou bem curioso em relação a isso :)

Então pessoal, espero que vocês tenham gostado e que entendam o meu lado. Isso é só a minha opinião sobre algo que eu não curti muito e não significa que você também vá odiar, beleza? Vamos levar tudo na paz hahahaha' ;D

Até mais!!

Siga o blog no Google Friends Connect e as redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui! Muito obrigado pela visita!