Lançamento: 10/Abril/2014
Diretor: Daniel Ribeiro
Elenco: Guilherme Lobo, Fábio Audi, Tess Amorim +
Gênero: Drama, Romance.
Classificação: 12 anos.

Sinopse: Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. (Retirado do site Adoro Cinema). 






Olá leitores e leitoras, tudo bem?

Como devem ter visto no título do post, hoje vamos falar sobre um filme. Detalhe, ele é brasileiro e bate de 10 a 0 em várias produções internacionais! Muito lindo!

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é um filme que vai nos mostrar a vida de Leonardo. Um garoto que está no ensino médio e como qualquer outro adolescente, precisa passar por coisas como bullying, primeiro beijo, decepções, primeiro amor e aquela coisa toda. Mas ele tem algo que torna tudo um desafio e faz toda a diferença, ele é deficiente visual.

Logo na primeira cena, vemos ele conversando com a sua melhor amiga que é uma companheira incrível. Depois entramos em contato com cenas que mostram um pouco da sua rotina. O filme começa a se desenvolver assim que um garoto se muda para a sala deles, o Gabriel. A partir daqui eu não posso contar mais nada, afinal, o filme é todo baseado na descoberta do "eu" de Léo.





O filme vai tratar de vários assuntos e fazer crítica social a maioria deles. Além de ser um drama do estilo que eu gosto. De cara o bullying. Logo no início eu já pensei que seria um filme clichê com esse tipo de temática, mas bastaram alguns minutos para eu mudar de ideia. O filme conseguiu passar os sentimentos de quem sofre com isso de uma forma bem simples e que me tocou profundamente.





Um ponto bem importante tratado no filme que para mim foi um dos mais importantes com certeza é a coisa de o que falar para não magoar um deficiente. Os pais deles, é claro que desenvolveram uma superproteção a mais do que o normal e a gente percebe que o Léo quer se virar sozinho, mas se sente preso pelos pais. Ele faz algumas perguntas como "Posso fazer intercâmbio?" que soaria normal para qualquer um, mas não para ele. Os pais respondem que "não, óbvio que não!", e ficam meio que "com pena" de dizer o que é óbvio que não.

Isso remete a algo que acontece muito na nossa realidade mas a gente deixa passar por não estar na nossa vida como rotina. A acessibilidade dos deficientes ao fazer as coisas e as pessoas na hora de tratar assuntos assim que preferem tentar disfarçar à correr atrás de soluções. A cena em que o novo amigo está conhecendo ele e faz perguntas do tipo "você viu aquele filme?" é genial e engraçada até. Isso já aconteceu comigo e eu me senti bem mal. Ela passa uma mensagem bem interessante de que tudo é questão de costume. Muitas vezes a gente nem se toca de que existem pessoas assim e deixamos passar. Cadê a inclusão? Pois é...

Esse filme é recheado de cenas geniais que demonstram coisas incríveis! Uma que chamou muito a minha atenção com certeza é uma em que ele está sonhando. Algumas frases são ditas nos sonhos, está tudo escuro, mas as mãos deles estão iluminadas... GENIAL! Ali é onde ficam os olhos deles digamos assim...

Não vou poder descrever todas elas aqui para não soltar spoilers, mas são muitas cenas que tratam de temas importantíssimos e que muitas vezes deixamos passar. O filme também trata da sexualidade e do amor na adolescência. Cenas em festas e um acampamento desenvolvem bastante essa parte... Prestem muita atenção.O final com certeza é um tapa na cara da sociedade que MEU DEUS! Uma das melhores cenas.





Eu só me incomodei um pouco com uma coisinha: os diálogos. Achei as conversas um pouco formais demais por se tratarem de adolescentes. Não é a todo o momento, mas um pouco mais de informalidade seria bom, afinal eles são adolescentes batendo um papo. Nada que atrapalhe o filme

É um filme bem simples e leve que trata de muita coisa. Ele não foca em apenas um assunto e sim "na vida" de acordo ela vai acontecendo. Mesmo com todas essas particularidades na vida dele, tudo acontece com naturalidade. Tem uma mensagem linda sobre o amor! Não precisamos ver para amar. A aparência não importa em nada, para conhecer e se apaixonar por alguém, apenas o "eu" importa. 

A produção do filme está impecável! desde o roteiro que não te deixa cansado em momento algum até a fotografia que é outra obra de arte. Queria deixar os meus parabéns a toda a equipe que foi responsável por cada detalhe do filme. Eu fiquei muito feliz de ver um filme brasileiro tão bom! Está na minha lista de favoritos desde o primeiro momento. Recomendo que todos assistam! Vale muito a pena!

Vão agora assistir a esse filme! Você precisa entender tudo o que ele mostra e levar para a vida. É uma mensagem linda. Fiquei emocionado com tudo! Tem no Netflix, então aproveitem. <3


Eu queria parar de fazer isso, mas as notas dão uma certa base de quanto eu gostei, então aqui estão elas =D 

Roteiro: 9,5/10
Personagens: 10/10
Trilha Sonora: 8/10
Produção: 9,5/10

Média: 9,3

Espero que tenham gostado do post! Deixe nos comentários se já assistiram ou se já ouviram falar. Esse filme veio de um curta que também fez muito sucesso! É parada obrigatória para todo amante de filmes! Recomendo muito!

Até a próxima!

Siga o blog no Google Friends Connect e as redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui! Muito obrigado pela visita! 



Blog Literando || Facebook || Twitter  || Instagram || Skoob || Snapchat - vitorlpb