quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Resenha: Simon vs. a agenda Homo Sapiens.

Simon vs. a agenda Homo Sapiens  Nome: Simon vs. a agenda Homo Sapiens.
Autor: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca 
Páginas: 272
Avaliação: 5/5 


Sinopse: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte. 

Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar.

Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.



Olá leitores!

Depois desse hiatus de dois meses na minha carreira de blogueiro, (aqueles...) Finalmente me sinto apto para postar novamente! Chega de drama e vamos conversar sobre livros!  =D
A resenha da vez é sobre um livro bem leve, mas que trata de um assunto um pouco delicado. O que não era para ser...

Em Simon vs. a agenda Homo Sapiens, vamos conhecer Simon. Um garoto que está no ensino médio e vive uma vida normal. Tem amigos, pais e irmãs. E é claro, um cachorro  de cara, a gente fica sabendo que ele é gay e que não tem nenhum problema com isso, apesar de nunca ter contado para ninguém. Ele conversa no anonimato com um garoto da sua escola por e-mail. Tudo o que sabemos dele até o momento, é que esse garoto se identifica (anonimamente) como Blue.

Os dois trocam e-mails diariamente e são ótimos amigos virtuais. Até que Simon esquece sua conta aberta no computador da escola e um dos seus colegas descobre sobre eles. O garoto usa a informação como chantagem para fazer com que Simon consiga que a sua amiga fique com esse colega.
Com uma trama simples, mas cheia de pequenos ensinamentos e reflexões, temos um livro bem leve, onde vamos acompanhar o processo de “saída do armário” do Simon junto a essa situação.


Esse foi o primeiro livro com temática LGBT+ que li e fiquei bem surpreso com muitas coisas a respeito dele. Primeiro a forma como a autora trata o assunto “sou gay”. Geralmente, a maioria do conteúdo com essa temática aborda a sexualidade como algo mais alarmante e que muda vidas drasticamente, o que não acontece (em partes) com Simon. Tudo se desenvolveu de forma tão simples e natural que faz pensar e muito.

A crítica principal do livro gira em torno do modo como as pessoas lidam com isso. Não é para ser grande coisa, não é para ser escondido e muito menos rejeitado. A autora mostra que os LGBT+ existem e são pessoas tão normais quanto qualquer outra.
Em um momento X do livro, onde alguém faz uma piadinha homofóbica, Simon tem um pensamento que chamou bastante a minha atenção. A frase é a seguinte:

“Nada é pior do que a humilhação secreta de ser insultado por semelhança.”

Foi difícil parar de refletir... Quantas vezes as pessoas não fazem piadas sobre determinados assuntos sem ao menos se importar com os outros? No caso, Simon foi ofendido por um comentário qualquer e não pode reagir ou sofrer só para não correr o risco de “ser descoberto”. Reflita um pouco, isso acontece a todo o momento e nem percebemos...

O livro toca muito na questão de quão difícil é se assumir. A dúvida de qual será a reação dos familiares, amigos e enfim, das pessoas em volta assusta muita gente. São muitos os casos de expulsão de casa, agressões e crimes piores com relação a isso.  A autora ainda toca em pontos como “Héteros não precisam se assumir”, para ilustrar um drama que muitos sofrem diariamente, sem necessidade alguma. Algo como “São aceitos pelo o que são, por que eu não posso também?”.
A escrita da Becky é muito boa. O livro simplesmente passa sem que percebamos. Junto a uma fluidez agradável, o livro ainda trás personagens simpáticos e amáveis. 

O livro é bem simples e não desenvolve muito os outros aspectos como, por exemplo, o romance e a relação com as pessoas. Isso acontece muito rapidamente da metade para o final. Eu senti falta de mais algumas páginas para deixar a história um pouco mais recheada, porém o livro foi terminado pouco depois de um certo acontecimento. Não é um defeito, muito pelo contrário. Inclusive, a cena final da vontade de abraçar todo mundo ^_^

A autora passou a sua mensagem e conseguiu contar sua história por completo, mas ainda assim, senti falta de um pouco mais de amorzinho e um final feliz maior. Acho que deu para entender o meu ponto, não é? Haha =D

Com pensamentos e reflexões sobre uma sociedade desenvolvida, porém ainda muito atrasada intelectualmente, Simon vs. A Agenda Homo Sapiens é um livro muito delicioso de ser lido. Além de colocar muita gente para pensar e mostrar que os LGBTs são pessoas normais, a autora faz o possível para deixar que se sintam acolhidos, amados e em casa, “no matter what”.  

Se você está procurando algum livro com essa temática e não sabe qual, esse é perfeito para começar! Eu recomendo muito, é divertido e como eu sempre digo: “felizinho”.

Depois desse, é claro que eu vou atrás de mais títulos parecidos! E com certeza venho deixar o que achei por aqui! Espero que tenham gostado! Estou bem feliz em estar de volta escrevendo!

Um forte abraço e até mais! 


Siga o blog no Google Friends Connect e as redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece por aqui! Ajudem a compartilhar =D Muito obrigado pela visita! 
Postado Por: Vitor

Resenha: Simon vs. a agenda Homo Sapiens.

Compartilhe:

Postar Um Comentario

Facebook
Blogger

Um comentário:

  1. Eu estou loucaaaa pra ler esse livro, desde que eu vi ele na turnê da intrínseca que eu fiquei louca por essa história, e sua resenha está impecavel, amei!

    www.memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir

Translate

Skoob

Total de visualizações de página

- Blog Literando - Todos os direitos reservados. Design e codificação por Raphael Cardoso