Nome: Até Mais, e Obrigado pelos Peixes!
Autor: Douglas Adams
Editora: Arqueiro 
Páginas: 142
Avaliação: 5/5 



Antes de começar, essa resenha é referente ao 4º livro de uma série. É bem provável que alguns comentários sejam spoilers dos livros anteriores. Seria interessante ler os volumes anteriores a esse para não estragar a experiência. :)

A série do Guia do Mochileiro ficou mundialmente conhecida pelo humor sem sentido (mas que no fundo faz muito sentido) do Douglas Adams e pelos acontecimentos espetaculares e aleatórios que as personagens enfrentam. Dando espaço para várias críticas e questionamentos sobre o mundo e o universo, a famosa trilogia de cinco conquista fãs até hoje. 

Neste volume (4º livro) o autor foge um pouco da narrativa que estamos acostumados e escreve algo um pouco diferente: romance. Mas sem fugir para uma galáxia desconhecida. Depois de viajar por grande parte do universo e viver as coisas mais improváveis, Arthur está de volta a terra. Tudo parece estar do jeito que ele deixou, antes de ter sido destruída, mas ele logo descobre que algo estranho aconteceu enquanto estava fora. Em busca de explicações, ele se apaixona por uma garota tão estranha quanto às coisas inexplicáveis. Nessa jornada não muito longe daqui (algo como a Europa), os dois caminham juntos para tentar entender o que aconteceu e também voam muito! (Piada interna hahaha!).

Quando comecei a ler esse volume, lembrei-me de vários comentários sobre esse volume. Muita gente disse que era o livro mais fraco, pois não tinha quase nada dos anteriores. Fiquei um pouco desanimado, mas bastaram 20 páginas para eu me animar novamente e entender o que queriam dizer. O livro se passa na Terra. Apesar de ter muita coisa improvável e toda a bizarrice do Adams, grande parte é focada no romance que surge discretamente. Apesar de faltar alguns aspectos que caracterizam a série, esse está longe de ser o livro mais fraco. Mesmo com o romance, o autor conseguiu fazer humor e criticar muita coisa.

Como era de se esperar, o humor irônico do Douglas está presente em quase todas as páginas. Junto com o amorzinho entre os protagonistas, ele mesclou muito bem as reflexões e críticas sobre A Vida, O Universo e Tudo Mais de um jeito que me deixa encantado! Como está escrito na contracapa da minha edição: "Intercalando momentos cômicos e descrições poéticas".

Sobre o final do livro, é um mix de sentimentos. De todos os outros, esse com certeza é o que me deixou mais impactado. Além de uma revelação um tanto quanto interessante e um pedido de desculpas, confesso que fiquei muito triste lendo a última frase. Foi lindo, mas não vou superar... Enfim :'/ 


Ao contrário da opinião de algumas pessoas, esse é um dos meus favoritos da série. O jeito que ele usa suas personagens mais estranhas para explicar quão estranho é a nossa sociedade e critica-la de maneira tão inteligente, me faz querer reler tudo no mesmo segundo que termino! Difícil comentar sobre algo tão extraordinário sem reescrever todo o livro e suas frases impactantes e cômicas aqui, por isso, peço que, por favor, leiam. Sem dúvida alguma, essa é a melhor série de livros que já li. Mesmo com sua publicação na década de 70/80, é impressionante como tudo se encaixa perfeitamente nos dias de hoje. Marvin, eu te amo <3